domingo, 19 de janeiro de 2014

As praxes nunca irão acabar...

...porque são a desculpa perfeita para justificar as atitudes estúpidas e inconscientes dos alunos universitários.
Porque tudo o que acontece de mal, torna-se muito fácil dizer: "A culpa é da praxe".


20 comentários:

Roger disse...

Fiquei sem perceber: és contra ou a favor da praxe? (desculpa lá, o meu cérebro hoje está meio off)

Sunshine disse...

A favor! Aliás, sou praxista! :)

Queres desabafar? (Mesdo depois do que ja li no teu blog?)

Tomates Grelos disse...

O que é certo é que há faculdades que não têm um código de conduta e outras que não o cumprem ou omitem regras importantes.

Sunshine disse...

O código da praxe é o mesmo para todos, no entanto, cada casa acaba por adaptar os seus próprios costumes!
Agora quem pertence a praxe devia ter no minimo a curiosidade de o ler, e acho que qualquer bom praxista e que se interesse minimamente pela praxe o lê por iniciativa propria... alias esta disponivel na net!

Tomates Grelos disse...

Errado...não caias no erro de achar que todas as Universidades são iguais em termos de praxe.

Sunshine disse...

Eu nao disse isso! Disse que o codigo de praxe é o mesmo! Mas que os costumes variavam!

Tomates Grelos disse...

Continuas errada. Não é o mesmo.

Sunshine disse...

Mas é baseado no mesmo. Queres mesmo discutir praxe comigo ? :P

Tomates e Grelos disse...

Não, não é baseado no mesmo.

Sunshine disse...

Claro que e! A praxe é uma tradiçao, logo, apesar das evoluçoes que possa sofrer, a intenção é nao se afastar muito das suas origens, apesar de ser incontrolavel...

Tomates e Grelos disse...

Estás redondamente enganada. Faz o seguinte, consulta os diferentes códigos da praxe, das diferentes universidades e compara.

Sunshine disse...

Ja comparei alguns... dai ter dito o que disse...

Tomates e Grelos disse...

Quais?

F!l disse...

Se há coisa que não entendo é isso. Esse conceito das praxes.... Não consigo encaixar na minha cabeça onde é que isso intrega os caloiros. Desculpa somente uma opinião

Sunshine disse...

Tom: O do Minho, Porto e Coimbra.

F!l: Já alguma vez experimentas-te o que é uma praxe? E com uma praxe digo uma praxe mesmo, nao o que muitas pessoas acham que é praxe.
E o problema é mesmo esse, as pessoas nao perceberem o que. De uma forma muito simples, a praxe é praticamente um jogo psicologico que te obriga a cooperar, a ajudar e a falar com quem está ao teu lado, mesmo que nao conheças a pessoa de lado nenhum. E se fizeres as coisas direito, esta tudo bem, se nao fizeres terás consequencias. Se fores caloiro, dao-vos uma tarefa, se a tarefa aparecer bem feita, tudo optimo, se nao aparecer tens consequencias que podem passar por muita coisa, conclusao, consegues por um grupo de 300 pessoas a colaborar umas com as outras, sem se conhecerem de lado nenhum, porque isso é o melhor para todos e porque só assim terao bons resultados. Isto é um exemplo, algo mt literal, e na minha casa, tudo o que se faz em praxe acaba por ser uma "metafora" para a vida, acaba por te fazer perceber como é que as coisas funcionam. A praxe explica-se, mas só quem vive é que a percebe, e em praxe eu nunca fui obrigada a fazer nada, muito pelo contrario, em praxe eu fui ensinada a ser "mulherzinha" o suficiente para ter capacidade de dividir as coisas e perceber o que é praxe e os seus limites, do que deixa de ser praxe e passa a ser ridiculo.
P.s: Como consequencias de praxe refiro-me a brincadeiras, nao a nada de grave!

Tomates e Grelos disse...

A partir do momento em que dizes que são iguais, devias estar a fazer mais alguma coisa quando os leste...

F!l disse...

Não fui praxada porque não frequentei o ensino superior. Mas sabes Sunshine eu até acredito que alguns cursos, algumas universidades isso até se aplique e alguns veteranos até sejam fixes e razoaveis. Como todos nós, como pessoas no dia a dia. Mas pelas expriencias que alguns amigos me contaram [e para eles foi uma expriencia incrivel] eu não consegui entender onde estava o fundamento dessa integração. O problema aqui é que nem toda as pessoas entendem os limites dos outros. e muitas vezes os caloires amendrontados por depois futuramente não terem amigos, e não se conseguirem intregrar no seio universitário acabam por se deixar levar. Mas como já disse é só a minha opinião. :) obrigada pela tua atenção. kiss *

Sunshine disse...

Tom: Menos ! :P

F!l: Entao se algum dia tiveres oportunidade acho que deve ser algo que deves experimentar, depois de quiseres continuas ou nao! E se poder ser na academia do Porto, ainda melhor! ;)
As pessoas nao sao todas varridinhas da cabeça para fazerem parte de algo onde sao mal tratadas! :P

F!l disse...

claro que não Sun mas infelizmente a mensagem que passam para fora não é a melhor. Mas claro que não podemos colocar tudo no mesmo saco.
Em resposta ao teu desafio, não sei se alguma vez frequentarei a universidade. Sei que nunca é tarde demais, mas acho que a minha oportunidade já passou. Kiss

Tomates e Grelos disse...

:P