domingo, 10 de dezembro de 2017

Às vezes...

... é preciso alguém que nos aqueça  o coração.
É preciso alguém que nos faça sentir.
Sentir que independentemente do que acontecer essa pessoa vai estar ao nosso lado sem nunca olhar para trás. Sem duvidar. Sem hesitar. 
Na maioria das vezes ... tu não és essa pessoa.

terça-feira, 28 de novembro de 2017

De ontem, antes da meia noite...

...Fomos até ao meu sitio preferido no Porto. Um sitio efetivamente muito especifico, não só pelo local e por mais "estranho" que pareça, a primeira vez que fomos sair só os dois levei-o lá.

É estranho porque sempre foi o meu sitio secreto, onde me sinto em paz. Não é um metro ou dois para um lado nem para o outro. Não é para a frente nem para trás. É naquele exato ponto. Nem o Vagabundo (O melhor amigo de sempre da Sun!) levei lá. 

Caminhamos até ao sitio em questão e lá nos sentamos.  Como na primeira vez.

Sun-" Podes começar...."

Bat- "Assim de repente? Eu não estou habituado a isto!"

Sun-"Sim, podes começar...e eu não te vou interromper."

Bat-"No Domingo passado, quando saíste de minha casa, arrependi-me logo de tudo o que te tinha dito. 
Na verdade não tinha noção do que significas para mim.
Ontem quando estávamos dentro do carro em frente ao mar, e tu estavas deitada assim...  eu juro, eu não queria mais nada neste Mundo. Basta tu estares ali para eu me sentir seguro, para eu me sentir bem, como nada nem ninguém me faz sentir. E eu já não sentia isto há muito tempo... se é que já senti com alguém ."

Podia continuar o resto da conversa. Mas acho que se resume a isto.  Não estava a espera. Esperava tudo menos que ele fosse quebrar a minha frente. Acho que pela primeira vez não estava mesmo a espera do que estava do outro lado. Pela primeira vez fui efetivamente surpreendida.

Estas fotos foram tiradas na primeira vez que fomos sair os dois, no tal "Spot" (:

Engraçado, reparei agora que tinha as unhas da mesma cor que tenho agora e lembrei-me que estava a usar o mesmo perfume.








segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Sobre o jantar de ontem...

Na verdade o jantar foi um acréscimo.
Tinha ficado pendente uma ida ao cinema para ir ver um filme especifico e decidimos que antes iamos também ao nosso restaurante preferido.
Para mim foi combinado com a intenção de ser uma despedida.

Ele veio-me buscar . Tudo muito pacifico.
Fomos jantar e foi como se não tivéssemos tido uma relação de um ano e tivéssemos acabado no Domingo passado. Uma grande cumplicidade, como sempre, rir, falar, discutir e brincar sobre quem tem  melhor gosto.

Quando acabamos de jantar ainda faltava uma hora para o filme começar.

Batman: "Vamos ficar um bocadinho no carro em frente ao mar? Vamos até ao parque da Casa de chá?"

Fomos... e por força da natureza e pela cumplicidade que naturalmente existe ele começou a  fazer-me festinhas no cabelo . Deitou o banco dele para trás e eu pousei a minha cabeça  no tronco dele. Tudo estava bem até que começa a dar  a musica na dos coldplay "Fix You" em que me começam a escorrer lágrimas e ele me agarra com toda a força do Mundo.

Batman-"Queres falar?"

Sun-"Não, vamos para o cinema, já está a ficar em cima da hora."

Estacionamos o carro no shopping , saímos do carro  e ele veio para o meu lado. Pôs as mãos nos meus ombros. Deu-me um beijinho na testa, outro no nariz e quando estava a descer virei a cara.

Lamento, mas não fazia sentido.

Fomos ver o filme,  passamos o filme de mãos dadas.

Domingo à tarde costuma ser  o momento da semana em que passamos efetivamente mais tempo juntos.

Sun-" Já tens planos para amanhã?"

Batman-"Quero lavar o carro... vens para minha casa?"

Sun-" Não, vamos passear um bocadinho. Acho que temos algumas coisas para falar"

E o dia de hoje? Fica para registar amanhã...






sábado, 25 de novembro de 2017

Logo vamos jantar...

... ao nosso restaurante preferido.

Acho que será uma espécie de despedida oficial.

Um "agora é de vez".



"Siempre me quedará
La voz suave del mar
Volver a respirar
La lluvia que caerá
Sobre este cuerpo y mojará
La flor que crece en mi
Y volver a reír
Y cada día un instante volver a pensar en ti"

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

"Eu bem disse...

...que tu não sofres mais de dois dias por um homem"

São as palavras do meu melhor amigo (Vagabundo)!

Na verdade não é essa a questão.

Na verdade apenas não gosto de deixar a minha suposta felicidade nas "mãos" de um amor que alguém possa ou não sentir por mim.


Há quem lhe chame amor próprio.

Eu digo que é apenas o ponto de vista aqui da Sun ;) 

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Só de mim...

...Não sei se querias que te desculpasse ou que pedisse desculpa.

Não sei se esperavas outra reação de mim.

Não sei se esperas que o futuro faça com que o nosso caminho se volte a cruzar.

Mesmo que isso aconteça, sabes que eu não vou voltar.

E tu sabes que vais sentir mais falta de mim do que eu de ti.

Here I go again on my own.





segunda-feira, 20 de novembro de 2017

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Seis meses...

...assim. Rápido!
Um sentimento pequenino, cheio de carinho.

Nunca fui tantas vezes ao cinema como nestes últimos seis meses.

Nunca passei tantos domingos fechados em (tua) casa, nem nunca o domingo foi o dia das massagens.

Já sei que a tradição é ser eu a primeira a fazer e que se me der a preguiça a tua massagem irá corresponder à qualidade da minha... Homens!

Sei também que te vais queixar sempre que te pedir um favor, e que a reclamar para o ar vais dizer com o teu sorriso disfarçado "Tenho que ser sempre eu a ceder, tenho que ser sempre eu a lembrar-me, tenho que ser sempre eu a fazer tudo" enquanto te controlas para parecer sério e não te rires.

Vou ser sempre eu a reservar os restaurantes e para não me cansar vais repetir sempre " Sabes que é um voto de confiança em ti!" e depois vais esforçar-te novamente para não te rires do meu ar de amuada por me estares a ler os pensamentos e a pensar para ti "Ela vai-me espancar a qualquer segundo"

Sabes que vou reclamar sempre pelo tempo que demoras a responder as mensagens. Sei que vais responder sempre que é o tempo certo de segurança para não nos cansarmos e para termos saudades um do outro.  (Vou-te deixar aqui um segredo... acho que é um dos teus maiores triunfos!)

Sempre que cozinhar para ti vais dizer que foi o teu toque que deixou tudo perfeito!

Obrigada por todos os passeios a beira mar e por te lembrares de pedir a tua mãe, fruta para os nossos lanches nas tardes de praia dos quais eu não me lembro de levar nada... A melancia aos domingos a tarde derrete-me, mesmo que tenha que ser eu a partir visto que tu já fizeste a tua parte que foi lembrar-te de a comprar.

Obrigada pelos abraços não pedidos quando tenho arrepios de frio e por sempre que vamos ao cinema procurares constantemente a minha mão. Não interessa se o filme não for assim tão bom desde que estejas ao meu lado.

Dizes que és ótimo a tomar decisões, por isso quando tens duvidas sobre "gomas ou pipocas" e eu respondo "gomas!" respondes no momento seguinte "Exatamente, gomas, sou tão bom a delegar tarefas!"

Obrigada pelo concerto dos Clã, que assistimos sem querer, mas que teve muita magia.

Desculpa por todas as inseguranças e por todas as perguntas que te obrigo a responder. Mesmo sem perceberes muito bem porque. 

Espero que bem devagarinho seja possível que um dia percebas que apenas sou um pocinho de insegurança por trás destes caracóis que representam uma imensidão de força e de sorrisos disfarçados.

Obrigada por me fazer perceber que as coisas que se criam sem pressa e bem devagarinho sabem muito melhor a cada dia que passa.


Não sei no que isto vai dar...mas também não o quero saber! :)

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Ali, eu soube que era amor para a vida toda...


"Quando o nosso filho crescer eu vou lhe dizer que te conheci num dia de sol
Que o teu olhar me prendeu e ouvi no céu e tudo que estava ao meu redor Que pegaste na minha mão naquele fim de verão e me levaste a jantar Ficaste com o meu coração e como numa canção fizeste me corar Refrão: Ali, eu soube que era amor para a vida toda Que era contigo a minha vida toda Que era amor para a vida toda (2x) Quando ele ficar maior, e quiser saber melhor como é que veio ao mundo Eu vou lhe dizer "com amor" que sonhei ao pormenor, e que era o meu desejo profundo Que tinhas os olhos em água quando cheguei a casa e te dei a boa nova E o que já era bom ganhou asas, e eu soube de caras que era para a vida toda Refrão: Ali, dissemos que era amor para a vida toda Que era contigo a minha vida toda Que era um amor para a vida toda (2x) Quando ele sair e tiver a sua mulher E já quiser(puder) dividir o tecto Vamos poder vê-lo crescer, ser o que quiser E tomar conta dos nossos netos Um dia já velhinhos cansados sempre lado a lado Ele vai poder contar, que os pais tiveram sempre casados Eternos namorados e vieram provar Que ali, dissemos que era amor para a vida toda Que foi contigo a minha vida toda Que era um amor para a vida toda (2x)"

"Não vivas a achar que os outros amam tanto quanto dizem...

...a verdade é que as pessoas hoje em dia olham a tudo menos ao que é essencial.

A verdade é que  hoje em dia todos querem fazer parecer que têm algo que na verdade não têm.

É a ilusão que as pessoas tentam passar aos outros, de que tudo está bem, que se vive num mundo cor-de-rosa quando por trás existe apenas o cinzento, nem feliz nem triste, é o chamado deixa andar.

E eu sei que tu não és mulher de "deixa andar, pode ser que um dia fique tudo bem".

Se és mais ou menos feliz que os outros não sei, mas essa tua genuinidade tão tua, tão tu!

Esse sorriso tão transparente, tão teu.

És tudo tão tu.

Juro-te que quando tenho alguma decisão a tomar as vezes penso "E se fosse ela a ter que decidir? Como é que aquela alminha consegue virar sempre as coisas por cima e tirar o melhor do péssimo que pode ter acontecido?

E a verdade é que quando tento pensar como é que tu pensarias, depois de muitos nós, fica sempre um lacinho perfeito!"

Conselho Nº 1: Nunca, mas nunca tentem pensar como eu!

Conselho Nº 2 que aprendi há pouco tempo: Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Conselho Nº3,  provavelmente o mais significativo de todos: Ninguém sente as coisas como tu sentes e vice-versa!




terça-feira, 25 de abril de 2017

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Há coisas que são nossas ...

...e por vezes outras pessoas não percebem que sou assim por natureza minha e não pela pessoa que está do outro lado.

Se me preocupo demasiado não é por seres exclusivamente tu a estar desse lado. 

É por ser exclusivamente eu a estar deste lado.

E se eu salto fora, o que me pertence vai comigo também.

Porque é meu e porque sou eu. 

Não por seres tu.

Nada se vai perder, apenas se vai encontrar noutro lado*

:)

domingo, 26 de fevereiro de 2017

De ontem e das não despedidas....



...há muito tempo que digo que tenho que acabar com isto.

A verdade é que nunca aconteceu e desta vez quero deixar bem registada a noite de ontem.

Não temos uma relação, não estamos de todo presos um ao outro. Temos os nossos filmes que partilhamos um com o outro e dos quais nos ri-mos como se nos compreendêssemos como ninguém o consegue fazer.

Tinha-lhe prometido há uns tempos que um dia ia cozinhar para ele e acabou por ser ontem.

Tinha pedido canelones e assim foi.

Não tinha pensado nem organizado nada de especial. Tinha ido no dia anterior fazer umas compras  mas tinha ficado a faltar a bebida e a sobremesa.

Quando chegou fomos logo às compras, ele não é propriamente muito de beber álcool, já eu sou uma grande apreciadora!

Sun-"Deixa estar eu escolho o vinho, só te compete teres que abrir a garrafa"

Chegamos a minha casa e ele avisou logo que não sabia fazer muito na cozinha.

Eu disse-lhe que era convidado, que não tinha que fazer nada.

A verdade é que acabamos por cozinhar em conjunto, sem querer, foi só rir !

Ele começou por cortar a cebola  e visto que foi a única coisa que fez sozinho diz que foi o truque para que o jantar tivesse saído tão bem xD

Lá pelo meio a minha mãe ligou-me pelo skype e lá houve uma troca de palavras simpáticas.

Como estava com o telemóvel na mão quando apontei para ele, ele estava a mexer a carne. 

Quando desliguei ele disse "Vês? Agora os teus país vão pensar que fui eu que fiz o jantar  e que cozinho bem" 

Acho que não me divertia tanto há muito tempo!

O vinho era optimo e nunca o tinha visto minimamente  alegre.

Começamos com conversas filosóficas para cá e para lá, da religião à política  e à dança.

Sun-"Vamos lá fora, estou a precisar de um cigarro."

Acabei por ensinar-lhe as bases de salsa e Kizomba. Agora acha-se o maior "da zona" e que aprende muito rápido !  Achou piada ao que lhe ensinei e quer aprender mais. :)

Como já escrevi aqui,  tenho intenções de acabar com isto e ele sabe disso, não por me sentir mal com a situação, apenas porque não pensamos da mesma forma  sobre esta situação de "amigos coloridos".

Bat-"Arrependeste-te de me ter convidado para jantar?"

Sun-"Claro que não, não faço fretes, se não quisesse não te tinha dito nada!"


Bat-"Só te vou fazer esta pergunta uma vez, se me olhares nos olhos e eu acreditar naquilo que estás a dizer eu garanto-te que quando estiver-mos juntos nos deixa-mos de envolver . Queres parar com isto?"

Sun- "Já te disse que não mas também já te disse que não concordo com a tua forma de pensar. Tenho que te respeitar e tu a mim"

Bat- "Eu sei, desculpa!"

Meia que adormeci com ele fazer-me miminhos na cara enquanto estava encostada meia que abraçada a ele.

A qualquer pessoa que saiba minimamente da história (Vagabundo) diz e acha que nos vamos apaixonar. Qualquer pessoa que vá ler isto vai pensar no mesmo.
Eu não estou apaixonada por ele nem ele por mim e a verdade é que gosto disto assim.

Tive uma noite como já não tinha há muito tempo, diverti-me imenso, ri-me ainda mais, dancei, discuti assuntos interessantes que com vinho misturado ainda se tornam mais interessantes. Sexo, mimos, abraços e sinceridade.

Parece que saí de um Spa e que tinha recebido uma massagem de horas.

Vou-vos dizer um segredo, a única coisa que me está a preocupar é exactamente o que vocês não estão à espera.

A unica coisa que me preocupa é não me preocupar . É que para além de nos dar-mos super bem na maioria dos aspectos...Não sinto nada.

Não sinto nada!

Isso sim, preocupa-me.



[SMS]

-"Já cheguei a casa.
Bons Sonhos com o Mr Kizomba! :P "



sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

"Pelo menos vamos ter uma despedida?"


...perguntou ele.

"Eu nunca disse que tínhamos que ter uma ultima vez! Só disse que ia passar a ser diferente."-disse eu.






quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Sabes uma coisa?

Tens toda a razão.
"Nós somos iguais, nunca pensei encontrar alguém igual a mim... muito menos uma mulher assim, como tu...como eu!" disseste tu uma das vezes que nos despimos demais.
Despimos o que não devíamos ter despido além da roupa, como o habitual.
Desta vez despimos mais... muito mais que a roupa.

"Mas as outras sabem  que tu és assim? perguntei eu.
"Não... tenho um grande logística e sou bastante discreto. Acho que foste a única que sempre me disse que não confiava em mim".

(É lixado ter sempre razão.)

"E agora?!"- Perguntou ele

"Agora? Como sempre te disse... cada um segue a sua vida, amigos na mesma!" disse eu.

"Sabes que sempre estivermos juntos vais ter que ser tu a por um travão?"

"Sei!" disse eu.







quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Às vezes gostava de perceber...

...o que vai na cabeça dos outros.

Mas na maioria das vezes gostava de perceber o que vai na minha.



quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Acabar o que nunca começou...

... Sempre uma sensação estranha.

(Ou  talvez tenha mesmo começado)


"Quantas vezes vais ser tu capaz fazer sair quem por engano entrou?"